fbpx

Bem vindo a

GLOBAL PEACE FOUNDATION

Instituto Global da Paz

“ A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo. “ Nelson Mandela

Conhecendo o espaço geográfico que habito – município de Guapó

O projeto uma ação de pesquisa e extensão executada pelo Instituto de Estudos Socioambientais e pela Escola de Engenharia Civil e Ambiental (EECA) da Universidade Federal de Goiás (UFG)

Saiba mais

PROJETO SÓCIO ESPORTIVO VILA SUL

O Projeto Sócio Esportivo Vila Sul do Centro de Iniciação Esportiva Shalon visa promover atividades saudáveis, desenvolver valores éticos e morais, resgatar autoestima e favorecer a inclusão de crianças e adolescentes no mercado de trabalho através do esporte.

Saiba mais

CONVERSAS QUE CONECTAM EM BASE ACOMUNICAÇÃO NÃO VIOLENTA

A comunicação é essencial nas escolas, envolvendo colaboradores, gestores, pais e alunos. Embora nem sempre seja fácil, a escola pode promover cordialidade por meio da comunicação não-violenta, recomendada para melhorar as interações.

Saiba mais

Sobre nossa fundação

O Instituto Global da Paz (Global Peace Foundation – GPF) é uma ONG brasileira, qualificada pelo Ministério da Justiça como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público.

Quem somos

Trabalhamos para construir a paz social, através do serviço comunitário e do fortalecimento dos laços familiares, tudo isso sob a percepção de que somos “Uma Família sob Deus”.

A GPF engaja e organiza uma rede global de parceiros dos setores público e privado, que desenvolvem modelos comunitários, nacionais e regionais de fortalecimento da paz como base para sociedades éticas e coesas.

Nossa missão

Apoiar a coesão social e a construção da paz, através da defesa e da confirmação da importância dos princípios universais e dos valores compartilhados.

Promover liderança moral e inovadora, de modo a resolver problemas de conflito e subdesenvolvimento em comunidades, nações e regiões.

Criar modelos de desenvolvimento sustentáveis, compreensivos e colaborativos em comunidades, permitindo que todos alcancem a satisfação e o bem-estar.

Fortalecer famílias e capacitar jovens a se tornarem cidadãos éticos.

Doar

Você quer ajudar a sustentar a ONG e seus projetos? Então clique no botão abaixo!

Notícias

Descubra notícias sobre nossas atividades.
Assim como depoimentos de nossos voluntários.

DEPOIMENTOS

Quando as pessoas perguntam por que deveriam fazer um intercâmbio como o GECC em vez de sair de férias, eu digo a elas: ‘Será uma jornada interna e externa.’ 

Voluntária no GECC, do país vizinho Uruguai, Florencia

Nunca vou esquecer o primeiro dia em que chegamos na escola e as crianças nem nos conheciam mas mesmo assim vieram até nós e nos abraçaram

Voluntário no GECC, Ximena Garcia do Uruguai

A música praticamente ajudou meu filho que tinha depressão. Estou muito grato como a música nos toca.

Mãe e aluna do projeto LEAM

EXPERIÊNCIAS

Leia sobre experiências

De voluntários e estagiários locais a internacionais, compartilhando suas experiências

Lani Anaya

Lani Anaya era estagiária internacional da Global Peace Foundation (GPF), contribuindo com sua paixão e experiência em processos de construção da paz para o GPF Brasil.

Originalmente do México, Lani está estudando para um Mestrado em Estudos de Paz e Conflito na Universidade de Uppsala, na Suécia. Sua pesquisa destaca atores jovens e mulheres em processos de construção da paz, incluindo prevenção de conflitos, comunicação não-violenta, mediação, artes como ferramenta para construção da paz e diálogo inter-religioso, uma paixão inspirada por seu trabalho com jovens e música em sua igreja metodista local.

Lani aprendeu sobre o GPF pela primeira vez em 2016, quando uma visita a um amigo na Universidade de Washington de Seattle permitiu um encontro com jovens líderes da Global Peace Youth, a divisão de jovens do GPF.

Lani Araya with GPF Brazil Director Massimo Trombin

 

Lani Araya (à esquerda) com o diretor do GPF Brasil, Massimo Trombin

 

Inspirada, Lani iniciou seu Estágio de Paz e Conflito no GPF Brasil em 2017. Uma ótima opção, o GPF Brasil apresenta capacitação de jovens locais para prevenção da violência e promoção da justiça, o projeto AJUDE (Assistência Jurídica de Desenvolvimento e Educação), pacificação social através do VIVER CIDADE e CEPAZ, reintegração social de jovens por meio da música no projeto LEAM (Liderar Para Evoluir Através da Música), e advocacia nas plataformas locais, regionais e nacionais do governo da juventude no Brasil.

Serviço, família e relações inter-religiosas se unem nas paixões e perspectiva de vida de Lani, não apenas no México, mas também em nível global. Além do Brasil, ela tem experiência em voluntariado com diferentes organizações focadas na recuperação da AIDS e mulheres, refugiados, jovens e migrantes em todo o mundo, incluindo Quênia, Suécia, EUA e México.

Lani considera o encorajamento e o exemplo de sua família e comunidade de fé como o apoio fundamental para ela seguir seu chamado para servir aos outros.

Brenda Antunes de Paula

A visão do programa AJUDE: O testemunho de um voluntário.

Durante o último semestre do meu curso de direito, a maior parte do meu foco foi em como “ganhar dinheiro” nesta profissão, algo que eu não gostava muito e sentia muitas limitações pessoais. A sugestão de que apenas o sucesso financeiro poderia justificar minha formação em direito, não foi uma motivação suficiente para eu seguir esta profissão. Então, em meio a esse conflito, escolhi ouvir meu coração e me inspirar no que acredito ter nascido para fazer, e quando escolhemos ouvir e confiar em Deus, no Universo ou no que você acredita, o  resultado é que comecei a receber sinais, opções e caminhos para obter uma resposta positiva. É apenas uma questão de realmente ouvir.

Acredito que a resposta veio ainda durante a graduação, na última aula de ‘Direito do Consumidor’, por meio do professor José Eduardo Barbieri, quando nos apresentou a proposta de um programa de Pós-graduação com aplicação prática do direito, na Escola de Ciências Humanas Direitos e nas áreas do direito de família, consumidor, penal, trabalhista e previdenciário. Com essa metodologia, os alunos, além de receberem aulas teóricas, poderiam aprender o “Direito” de forma prática, por meio de atendimento jurídico direto à comunidade.

Então era isso, a resposta. “Direito de família” é o ramo do direito pelo qual me apaixonei. Embora nossa Constituição garanta que o “direito é de todos”, mas por exemplo, muitos não conseguem chegar à consulta com um defensor público, devido principalmente a dificuldades econômicas que impedem essas pessoas de chegar a esses serviços.

Após alguns meses, o programa AJUDE (Assistência  Jurídica  de Desenvolvimento  e  Educação) coordenado pela Global Peace Foundation em parceria com o CONSEG, Conselho Comunitário de Segurança, o Instituto de Identificação da Polícia Civil e da EDH, Escola de Direitos Humanos – (Escola de Direitos Humanos) junto com seus alunos de diversas áreas dos cursos de Pós-Graduação, tem levado para diversos bairros e regiões de Goiânia, a assistência pro-bono à comunidade vulnerável. Entre eles, o projeto AJUDE já atendeu a comunidade Jardim do Cerrado, Jardim Primavera, Residencial Vale dos Sonhos, Bairro Feliz e Setor Novo Planalto.

O projeto cresceu a partir dele hoje. Além das atividades pro-bono jurídicas, como Defesa do Consumidor, Divórcio, Aposentadoria e Inventário e Trabalhistas entre outras, a Polícia Civil do Estado de Goiás também acompanha o projeto de emissão para a população, de Carteira de Identidade. Um direito básico de qualquer cidadão.

Oferecer dignidade é usar os próprios recursos para tornar o mundo dos outros um pouco melhor. Isso acontece quando nós da AJUDE, percebemos a diferença no olhar de quem vem até nós, por exemplo, com o semblante fechado e triste, que arrasta o estado de casado há 30 anos, quando já estava separado há 25 anos, e, após o atendimento, sorrindo e agradecendo, pois ela finalmente conseguiu entrar no processo de divórcio. Ou mesmo quando um senhor idoso, sai cantando e dançando, porque finalmente poderá se aposentar. Dentre estes, outros inúmeros casos de pessoas, que saíram do serviço jurídico satisfeitas, pois puderam exercer aquela honra, sua cidadania e dignidade.

Além disso, quando nós alunos temos a oportunidade de aliar o estudo teórico com a prática, ainda que os benefícios sejam para quem é atendido por nós, por toda assistência jurídica que realizamos no projeto AJUDE, sai como aluno, um ser humano melhor do que quando chegamos. Tornamo-nos mais humanos, empáticos e sensíveis às necessidades do outro e da sociedade em geral. Compreendo melhor o propósito e o conceito da família humana e percebo que o que me move neste mundo é exatamente o mundo dos outros.

Por fim, se você é estudante de direito ou cursa outra licenciatura, ou tem uma profissão que ainda lhe dá dúvidas porque suas esperanças foram roubadas, pela maldade do mundo, não se desmotive, mas busque verdadeiramente e descubra o que move você neste mundo, e ao fazê-lo eu lhe garanto que você pode mover o mundo.

Brenda Antunes de Paula

Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás e Pós-graduado em Direito Civil pela Escola de Direitos Humanos EDH com ênfase em Família

Voluntário na Global Peace Foundation Brasil

FACEBOOK

Instagram 

Parceiros

ENTRA EM CONTATO !

Shares