fbpx

Global Exchange–Community Change Program (GECC)

by | Jul 13, 2023 | GECC, Projetos

Global Exchange–Community Change Program (GECC)

Global Exchange–Community Change Program (GECC) na comunidade dos Jardins do Cerrado trabalha com voluntários internacionais e locais para revitalizar a área ao redor de um complexo de apartamentos recém-construído para pessoas que se mudaram de áreas desprivilegiadas dentro da cidade.

A Global Peace Foundation Brasil lançou o GECC em dezembro de 2013 para enfrentar os desafios ambientais e socioeconômicos, envolvendo moradores, apoiadores locais e voluntários do Peru, Uruguai, Panamá, Costa Rica, Egito e China em projetos conjuntos para transformar a comunidade.

Através de parcerias com famílias locais, escolas, o governo local, apoio policial e estudantes internacionais através da AISEC, uma organização internacional de intercâmbio de estudantes, o GECC está trazendo esperança a uma comunidade que muitas vezes não estava segura de um futuro de estabilidade e desenvolvimento.

Agora, a Global Peace Foundation Brasil e seus parceiros estão engajando a comunidade local a se reunir e aprender sobre o mundo além de sua porta de entrada, abraçar a força que pode ser encontrada na diversidade e saber que há tanto potencial em sua comunidade. Através de parcerias com fazendas e universidades locais, a GPF Brasil construiu uma horta comunitária que está fornecendo uma fonte de alimento sustentável e saudável para as famílias. Outros programas focalizam a educação tanto dos jovens quanto dos adultos.

o meio do frenesi da Copa do Mundo de 2014, o Global Exchange-Community Change em Goiânia, Brasil, recebeu seu quarto grupo de estudantes internacionais em parceria com o programa AIESEC de intercâmbio de estudantes internacionais. A AIESEC é uma rede de jovens líderes de mais de 124 países que oferece liderança juvenil e programas de intercâmbio há mais de 65 anos.

Global Exchange- Community Change, lançado em dezembro de 2013, acolheu estudantes da AIESEC em um programa dinâmico que visa revitalizar a área ao redor da cidade. Alunos, estadia com famílias locais e participação em trabalhos de serviço e intercâmbio cultural na escola local Joaquim Câmara Filho e na comunidade.

Global Peace Foundation-Brazil está lançando o Global Exchange Community Change Program (GECCP), um modelo de desenvolvimento sustentável impulsionado pela comunidade construído em parceria com a liderança local e a organização estudantil internacional AIESEC.

 

O GECCP está dando o pontapé inicial com um programa intensivo de seis semanas de voluntariado que envolve voluntários locais e internacionais no serviço, enfrentando os desafios sociais e econômicos do Jardin do Cerrado através de projetos ambientais, iniciativas educacionais e atividades de construção comunitária. A comunidade local terá novos jardins, parques e um centro comunitário, mas o impacto duradouro é o que está acontecendo com as pessoas que estão servindo juntas.

Uma voluntária do país vizinho do Uruguai, Florencia, está passando suas férias escolares como voluntária no início das seis semanas. Ela prefigura sua primeira semana de reflexão com uma renúncia: “Não há nada que eu possa escrever que faça justiça total ao que estou experimentando”.

Ela escreve: “Quando as pessoas perguntam por que deveriam fazer um intercâmbio como o GECCP em vez de ir de férias, eu lhes digo: ‘Será uma viagem tanto interna quanto externa'”. A viagem que ela empreendeu não foi nada que Florencia jamais poderia ter imaginado.

“Não sei quanto a você, mas desde que entrei em contato com as pessoas do Jardim do Cerrado, minha perspectiva de vida começou a mudar. O que eu pensava ser necessário para uma vida confortável e feliz, de repente parece não ser tão necessário”. O que eu pensava que era “normal” já não parece mais ser assim. A percepção de que o mundo é ainda mais complexo do que eu havia imaginado, mas ao mesmo tempo muito melhor e muito pior do que minha construção mental dele – é um golpe na mente. E o que é mais, não estou aprendendo apenas sobre os outros, estou aprendendo também sobre mim”.

A jornada de Florencia fora de seu próprio mundo a levou para uma montanha-russa de emoções. “Num segundo eu quero mudar o mundo, no outro quero correr de volta para casa e me esconder debaixo de um cobertor”. Ela reconhece que “somos todos parte desta experiência maior do que nós, que muda a vida”.

“Estamos passando tempo com os outros, estamos conversando, ensinando, brincando, rindo, gritando, sussurrando, dando e recebendo abraços, aprendendo”. Estamos vivenciando a humanidade! É tão simples e ao mesmo tempo tão complexo, certo?”

Florencia não tem certeza do que fará no futuro, mas está certa de que “minha vida não será a mesma”.

Shares